Amigos da Terra manifesta profundo pesar pelo falecimento da indigenista Carmen Figueiredo

Morreu ontem, em Brasília, a indigenista Carmen Figueiredo em decorrência de uma infecção hospitalar. Carmen dedicou sua vida inteira ao compromisso com os indígenas do Brasil, especialmente na Amazônia. A Amigos da Terra – Amazônia Brasileira manifesta profundo pesar pelo falecimento.

Carmen iniciou sua carreira na FUNAI, na gestão de Sydney Possuelo, para depois liderar, por aproximadamente 12 anos, importantes projetos de Amigos da Terra – Amazônia Brasileira e sucessivamente fundar um instituto em parceria com as mulheres Kayapó e se dedicar a consultorias sobre temas das sociedades indígenas.

Realizou um feito inédito e histórico: chegou a instalar pessoalmente – entre 1994 e 2004 – mais de 150 estações de radiotransmissão completas, com geração fotovoltaica, que o projeto Rádio Amazônia atingiu em aldeias indígenas e ribeirinhas (de um total de 253 atingidas pelo projeto como um todo), incluindo treinamento customizado para cada comunidade.

Veja as fotos realizadas por Carmen durante a Missão Uni-Tefé

Muitas dessas estações funcionam até hoje e contribuíram para salvar inúmeras vidas assim como gerar renda e bem-estar para tais comunidades. Entre 1999 e 2002 Carmen Figueiredo também liderou o pioneiro projeto Fogo: Emergência Crônica nos municípios do sul do Pará, com base em Marabá: nesse quadro, Carmen inovou ao testar um método de implementação definido como “negociação multi-atores”, que depois se tornaria comum na comunidade de meio ambiente e desenvolvimento, no Brasil e internacionalmente.

A Amigos da Terra deixa registrado os sinceros pêsames aos familiares e amigos.

Leia mais: http://amazonia.org.br/2017/05/morre-indigenista-carmen-figueiredo/


Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *